Servidores dos campi Quixadá, Caucaia, Maracanaú, Maranguape, Guaramiranga e Baturité discutem em Assembleia campanha salarial e construção da greve nacional

130
Servidores durante Assembleia em Baturité

Nos dias 20/02 e 26/02 e 12/03, o SINDSIFCE realizou, nos períodos da manhã e tarde, Assembleias Locais em Quixadá, Caucaia, Maracanaú, Maranguape, Guaramiranga e Baturité.

A pauta principal, além dos informes, foi a campanha salarial, os assuntos locais e a escolha de representantes de campi.

No total, 108 servidores participaram desses encontros.

Os servidores do campus Quixadá participaram, em peso, da convocação do SINDSIFCE. Ampla participação, garantiu debate importante sobre a construção da greve, sendo este, o primeiro campus em que foi expressa a intenção consolidada da greve, entendendo essa ferramenta como fundamental para conquista de direitos. Importante pontuar que alguns servidores foram contrários a possibilidade de greve, considerando que isso poderia enfraquecer o governo, diante da extrema direita.

No campus Caucaia, no ponto de informes, a Direção do Sindicato aproveitou a ocasião para falar sobre a reforma da sede própria do SINDSIFCE, que já tem seus encaminhamentos dados.

Foi lembrado, ainda, que os filiados podem acessar o site da entidade e conferir os convênios firmados pelo Sindicato, com empresas diversas, com objetivo de garantir descontos.

Após explicar como é estruturada a campanha salarial e as mesas que tratam das pautas econômicas e da restruturação das carreiras, a diretoria do SINDSIFCE expôs toda a dinâmica dos últimos meses até a chegada no indicativo de greve pelo SINASEFE Nacional e a deflagração, a partir do dia 03/04.

Nesta Assembleia, os filiados participaram ativamente, taes em sua maioria, se colocando diversas vezes no debate, pontuando com questões importantes. No entanto, ainda não é consolidada os benefícios que uma greve traria neste momento.

Em Maracanaú, o SINDSIFCE registrou baixa presença e os membros da Direção aproveitaram para salientar a importância da participação da categoria para construção da luta. Ainda assim, com os presentes, o debate tratou das negociações, a greve do SINASEFE e as funções normativas, além de outros temas.

Durante o debate, em Maranguape, docentes e taes demonstraram disponibilidade em construir a greve, convocada pelo SINASEFE para ter início no próximo dia 03/04; no entanto, embora haja disposição, os servidores também demonstraram receio com relação ao movimento paredista, visto que a IN 54/49, que dispõe sobre os critérios e procedimentos gerais a serem observados nas situações de paralisação decorrentes do exercí­cio do direito de greve, ainda não foi revogada, sendo razão de medo para ampla adesão.

Já em Guaramiranga, docentes e taes, contaram com a presença do movimento estudantil organizado, que fez questão de participar da Assembleia; após debates e perguntas, os servidores presentes se posicionaram favoráveis para participação em um processo de paralisação.

Em Baturité, embora com o tempo curto reservado para participação do sindicato (apenas 30 minutos), visto que ocorria o Encontro Pedagógico, o SINDSIFCE, representado pelos seus dirigentes sindicais, realizou Assembleia com a categoria.

Em uma Assembleia muito participativa, com diversas intervenções, os servidores manifestaram indignação diante do cenário de reajuste 0 para este ano e apenas 4,5% para o ano de 2025 e 4,5% para o ano de 2026 e expressaram a necessidade em construir uma greve para forçar o governo a negociar reajustes que atendam as demandas dos servidores.

Em todos os campi, os servidores agradeceram a presença do Sindicato.

EM TEMPO – No próximo dia 05/04 será realizada Assembleia Geral Ordinária, que acontecerá, às 19h, em formato presencial, na quadra de esportes do IFCE Campus Fortaleza. A pauta tratará da discussão e deliberação acerca da deflagração de greve do SINASEFE.

Conheça os Representantes de campi

Quixadá

  • Camila Freire Sampaio

Caucaia

  • Francisca Soraia Barbosa Pereira
  • Filis Ribeiro Sousa

Maracanaú

  • Cristiane Gonzaga Oliveira
  • Louhana Moreira Rebouças

Maranguape

  • Eduardo de Lima Melo

Guaramiranga

  • Antonio Werbster Soares do Nascimento

Baturité

  • Wodson Vieira Alves
  • Tatiana Santos da Paz

TRADUÇÃO EM LIBRAS:

Confira as imagens das Assembleias!

Quixadá

Caucaia

Maracanaú

Maranguape

Guaramiranga

Baturité