ARTIGO] Casa de ferreiro, espeto de pau: na terra do Ministro da Educação, a ordem é Greve – Por Valmir Arruda

45

Valmir Arruda, Coordenador Geral do SINDSIFCE e membro do Comando Geral de Greve, teve Artigo publicado no portal de notícias, Esquerda Online.

A educação do Estado do Ceará está em greve, somando-se ao cenário de paralisação  nacional, não somente da rede federal de educação, mas também de outras carreiras do executivo. Não obstante, ao situarmos esse impasse no berço do atual Ministro da Educação, Camilo Santana, cuja trajetória política foi forjada pelos oito anos de seu mandato como Governador nas terras alencarinas, urge uma análise crítica.

Desde o anúncio da ascensão de Camilo Santana ao Ministério da Educação, o que vivenciamos, como servidores da educação, é um grande distanciamento das entidades educacionais, que pensam e fazem a educação, e uma evidente predileção por políticas que reproduzem os modelos consagrados no estado do Ceará, notadamente o proeminente desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

Leia artigo completo, clicando aqui.