Nota de apoio aos professores substitutos do IFCE

133

Com a indicação da suspensão da greve a partir da assinatura do acordo com o governo, definida na 193º Plena do SINASEFE, inicia-se a organização para o retorno das atividades. Desde de o início do movimento paredista defendemos a participação dos professores e professoras substitutos no exercício do seu direito a greve assim como qualquer outro servidor ou servidora.

Reiteramos nosso compromisso como Comando Geral de Greve do SINDSIFCE a posição reivindicar a garantia que não haverá sanção de nenhuma natureza aos servidores e servidoras do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, representados por suas respectivas entidades sindicais, que tenham aderido à greve desde a deflagração até a finalização do movimento.

Continuaremos com a exigência perante ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará do compromisso de cumprir todos os contratos de trabalho dos(as) professores(as) substitutos/temporários, sem nenhuma sanção e desconto salariais ao trabalhador e à trabalhadora que aderiu à greve, independente do tempo que resta para a extinção do contrato por prazo determinado, utilizando aditivos e renovações contratuais quando viável e/ou possível.

Compreendemos que existem peculiaridades em alguns contratos desta natureza e esses casos deverão ser resolvidos em novas reuniões entre o Comando de Greve de cada Seção Sindical e a Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, mediante convocação prévia por quaisquer das partes.

COMANDO GERAL DE GREVE DO SINDSIFCE.

 

TRADUÇÃO EM LIBRAS: