Mobilização do Fonasefe em Brasília-DF pressiona ministra Simone Tebet

41

Após a ausência de resposta do Governo Lula às reivindicações da Campanha Salarial 2024 por duas reuniões consecutivas (10/08 e 29/08) da Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP), os servidores públicos federais começaram a intensificar as lutas por recomposição salarialreestruturação das carreiras e equiparação dos benefícios.

Na tarde de ontem (30/08), diversas entidades classistas do funcionalismo público foram até a Câmara dos Deputados, em Brasília-DF, e aproveitaram a presença de Simone Tebet (ministra do Planejamento) na Audiência Pública sobre Política de Juros para cobrar valorização salarial.

“Ministra do Planejamento, cadê o servidor no orçamento?” foram os gritos entoados no espaço da atividade, promovida pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara – assista no vídeo acima!

Essa ação fez parte da Jornada de Mobilização das entidades do Fonasefe, que ocorre de 28 a 31 de agosto, visando aumentar a pressão contra o Governo nesta “fase final” do processo negocial da Campanha Salarial 2024.

Elenira Vilela (coordenadora geral), Matheus Santana (secretário de comunicação) e membros de diversas seções sindicais representaram o SINASEFE na atividade.

Eixos de reivindicação da Campanha Salarial 2024

  1. Recomposição Salarial das perdas acumuladas a partir de julho de 2010;
  2. Equiparação entre os benefícios dos servidores e servidoras do Poder Executivo com os dos demais Poderes (Legislativo e Judiciário);
  3. Instalação, em caráter de urgência, das Mesas Específicas e Temporárias (que debaterão a reestruturação das carreiras);
  4. Revogaço (revogação de todas as Medidas Provisórias, Portarias e Decretos que atacam os servidores e os serviços públicos).

Resumo da negociação com o Governo Lula em 2023

Com informações da Assessoria de Comunicação do SINASEFE.