Lira faz chantagem com Reforma Administrativa

21

O Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), recomeçou sua cruzada de chantagem contra o Governo Lula. E escolheu o mesmo instrumento que em maio deste ano para chantagear o Poder Executivo: a ameaça de colocar em votação, no Plenário da Câmara, a proposta de Reforma Administrativa (PEC 32/2020) do (des)governo Bolsonaro.

Essa postura autoritária e antidemocrática de Lira é inaceitável. A Reforma Administrativa não tem apoio social e, além de afetar diretamente o serviço público, traz consigo deformações como:

  • desvalorização do trabalho;
  • terceirização;
  • fim da estabilidade;
  • boicote da proteção do interesse público.

Sob o falso argumento de modernização, a Reforma Administrativa, se aprovada, resultaria no desmantelamento dos serviços públicos, no fim dos concursos e na flexibilização da estabilidade de servidores e servidoras.

Não podemos permitir que a chantagem e a pressão política sejam utilizadas para impor uma PEC que prejudica direitos e garantias de servidores públicos e de toda a população que necessita dos serviços públicos.

Precisamos derrotar, de uma vez por todas, a Reforma Administrativa! Vamos à luta!

Com informações do site do SINASEFE.