Em reunião com governo, SPFs reforçam que não aceitarão reajuste zero em 2024

51

O SINASEFE participou, na útima quarta-feira (28/02), da 7ª rodada da Mesa Central da Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP). Diante da falta de resposta concreta do governo à contraproposta protocolada pela bancada sindical, os(as) SPFs reforçaram que não aceitarão reajuste zero em 2024.

Governo vai, ou não, tirar a granada?

“Infelizmente, a postura do governo foi de manter a proposta de reajuste zero em 2024, condicionando qualquer índice diferente disso ao excedente de arrecadação. Sabemos que há dinheiro para o reajuste, os resultados da economia demonstram que o governo está batendo recordes de receita! A questão é muito simples: os servidores federais estão sofrendo, há anos, os prejuízos financeiros do golpe. O governo Lula vai ou não tirar essa granada do nosso bolso?” questiona coordenadora geral Artemis Martins, representante do SINASEFE na reunião.

Informe do Fonasefe

Veja mais informações sobre o evento no informe divulgado pelo Fonasefe ao final da reunião:

Vigília

As entidades de trabalhadoras(es) do serviço público federal estiveram em vigília, mobilizadas nas proximidades do prédio do DNIT (onde foi realizada a reunião).

A programação deste dia 28 contou também com panfletagens, atos públicos e paralisações organizados por seções sindicais do SINASEFE (em estados como AL, BA, GO, MS, MG e RS e RJ), além de agendas das demais categorias do funcionalismo público federal (reunidas no Fonasefe).

Greve

Em estado de greve desde sua 186ª PLENA, o SINASEFE já convocou diversas mobilizações pela reestruturação da carreira e pela Campanha Salarial 2024 e segue destacando a centralidade da participação de todas e todos nas atividades. Uma nova plenária do sindicato nacional está prevista para 16 e 17 de março, de modo presencial, em Brasília-DF.

Com informações da ASCOM SINASEFE.