17 de maio – Dia Internacional de Luta contra a LGBTI+fobia

14
FOTO: FREEPIK

O Dia Internacional de Luta contra a LGBTI+fobia, celebrado em 17 de maio, é uma data crucial para a conscientização e combate à discriminação e violência contra pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, intersexuais e outras identidades de gênero e orientações sexuais. Instituído em 2004, a data marca a retirada da homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1990.

Segundo dados do Grupo Gay da Bahia (GGB), o Brasil ainda lidera tristes estatísticas de violência contra a população LGBTI+, registrando altos índices de assassinatos e agressões. Em 2020, por exemplo, o país teve 237 mortes de pessoas LGBTI+ vítimas de violência, uma média de uma morte a cada 36 horas. Além disso, a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) destaca que o Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo.

O Ceará é o estado que mais registra homicídios da população LGBTQIA+ no Brasil. Com 32 mortes registradas em 2022, o estado segue como primeiro lugar no levantamento do Anuário Brasileiro da Segurança Pública. Em 2021, o número foi de 31 homicídios da população LGBTQIA+ no estado.

O levantamento é realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública desde 2007, tendo por base dados e indicadores oficiais.

O Dia Internacional de Luta contra a LGBTI+fobia é, portanto, uma oportunidade para reforçar a necessidade contínua de combate ao preconceito e à violência.

Seguimos na luta! O SINDSIFCE faz parte dessa luta!