07 e 08/11 – Paralisação de 48 horas – Governo, queremos respostas!

86

Nos dias 7 e 8 de novembro a Educação Federal vai parar! Serão 48 horas de paralisação em todo o Brasil, que estão convocadas conjuntamente por SINASEFE, Andes-SN e Fasubra.

Convocamos, desde já, todos os nossos filiados a se fazerem presente na Assembleia que será realizada hoje, 31 de outubro de 2023 (terça-feira), às 17h, em formato Virtual, via Google Meet (https://meet.google.com/gur-cyxx-svt), que debaterá o tema, em defesa da recomposição salarial, da reestruturação das carreiras, pelo “revogaço” de medidas contra os servidores públicos, pela equiparação de benefícios e pelo arquivamento definitivo da Reforma Administrativa (PEC 32/2020).

Motivos para parar em 7 e 8 de novembro

Desde o dia 2 de janeiro deste ano, o Governo Lula recebeu a nossa reivindicação de recomposição salarial, que foi protocolada junto ao Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI).

Em julho, apresentamos oficialmente a lista de medidas dos (des)governos Temer e Bolsonaro que precisam ser revogadas.

No dia 29 de agosto, os trabalhadores da Educação Federal (docentes e técnico-administrativos) apresentaram as propostas para reestruturação das carreiras.

Há vários anos lutamos pela equiparação dos benefícios entre os servidores dos Três Poderes – Legislativo, Judiciário e Executivo.

Somente esse ano já foram realizados três cortes nos recursos da União Federal para a Educação Pública. Denunciamos esses cortes, pois não se constrói uma Educação de Qualidade sem verbas.

E, além de todas essas lutas, ainda continuamos ameaçados pela Reforma Administrativa (PEC 32/2020) apresentada por Paulo Guedes e Jair Bolsonaro.

 

Por tudo isso: chega de enrolação, dias 7 e 8 de novembro a Educação Federal vai parar!

Vamos à luta, paralisando nossos locais de trabalho por 48 horas, para cobrar: Governo, queremos respostas para as nossas reivindicações!

TRADUÇÃO EM LIBRAS: