Nota sobre os assassinatos de Dom Philips e Bruno Araújo

A Assembleia Geral dos e das Servidores do IFCE vem manifestar nossa consternação com os assassinatos do jornalista Dom Philips do jornal The Guardian e do servidor federal,  Bruno Araújo, indigenista renomado da FUNAI.

Entendemos que esses dois assassinatos, com requintes de crueldade, é um reflexo do projeto do governo federal, cujo traço mais característico, é uma política de violência calcada num discurso de ódio, apoiado numa base social de grupos de milicianos, garimpeiros, jagunços, paramilitares e setores das forças de segurança abertamente fascistas e antidemocráticos.

Esse discurso, há tempos, já se transformou em ação, aumentando o número de assassinatos de mulheres, negros/as, indígenas, quilombolas, ambientalistas e da população lgbtiqa+.

Os fatos de hoje não podem ser encarados apenas como mais um capítulo do estado de violência que toma o país. Em nossa compreensão, são de extrema gravidade e abre uma situação mais perigosa para a democracia brasileira.

Aproveitamos para externar nossos sentimentos a amigos/as, familiares de Dom e Bruno, assim como para trabalhadores/as dos meios de comunicação e da FUNAI que resistem ao desmonte do governo Bolsonaro.

Justiça por Dom Philips e Bruno Araújo.

Assembleia dos e das servidoras do IFCE, 15 de junho de 2022.